Como aplicar de forma efetiva o autoconhecimento nos processos seletivos

Conhecer a si mesmo é um ponto essencial em seletivas seja para Trainee ou outras colocações no mercado de trabalho.

Cada vez mais o mercado de trabalho exige características como agilidade, flexibilidade e adaptação. Isso porque, as dinâmicas estão cada vez mais exigentes, do mesmo modo que a concorrência está cada vez maior.

Para acompanhar a volatilidade do mercado, o autoconhecimento e a busca pelo alinhamento da vida profissional com os desejos, metas e objetivos pessoais se tornam cada vez mais necessários, já que permitem a construção de uma carreira sob aspectos que façam sentido. 

O autoconhecimento é um meio de organizar as peças de sua vida em prol de um objetivo maior.
O autoconhecimento é um meio de organizar as peças de sua vida em prol de um objetivo maior.

Comprovadamente, a satisfação gera mais resultados tanto para o profissional quanto para a empresa que ele trabalha. Por isso, cada vez mais os processos seletivos são pensados para identificar afinidades dos candidatos com a cultura organizacional da empresa.

O autoconhecimento e o desenvolvimento de competências

O autoconhecimento é um processo constante e que pode ser desenvolvido para diversos setores na sua vida. 

Conhecer a si mesmo é a premissa para se tornar agente do processo de desenvolvimento e crescimento, o que permite ver com clareza seus objetivos e metas tanto em curto quanto longo prazo e, a partir daí, trabalhar os meios necessários para atingir o que você idealiza.

Conhecer a si mesmo concede segurança e protagonismo de carreira.
Conhecer a si mesmo concede segurança e protagonismo de carreira.

O CEO da Seja Trainee, Luís Abdalla, ressalta que o autoconhecimento é uma forma estruturada de você desenvolver o conhecimento sobre si.

“Muita gente fala sobre autoconhecimento, mas não mostra um caminho estruturado para chegar nele. É preciso se questionar quais ações você tem tomado para conseguir o que você quer. Não basta só querer. É preciso ter posicionamento. Você quer mesmo trabalhar neste lugar? É preciso conseguir transmitir sua escolha por determinada empresa para convencer”, avalia Luís.

O autoconhecimento agrega maior assertividade e aproveitamento em processos seletivos, já que o candidato vai focar, durante as dinâmicas e entrevistas, em seus pontos fortes, mostrando maior controle acerca de sua trajetória e da forma que expõe aos recrutadores.

Veja um exemplo de atividade de autoconhecimento estruturada:

O que as empresas buscam em um Trainee

As empresas buscam resultados e, seguindo esta linha, profissionais que sabem o que querem e como podem contribuir possuem maiores chances de serem aprovados em um processo seletivo para Programas de Trainee.

O autoconhecimento desenvolve competências que permitem focar não somente no problema, mas na solução. Além disso, quando o candidato está certo do que quer para seu desenvolvimento profissional, a participação em processos seletivos, independente do resultado, é um momento de reflexão de sua jornada pessoal e profissional.

As empresas estão em busca de profissionais que tenham objetivos claros de carreira e que se alinham à cultura organizacional praticada.
As empresas estão em busca de profissionais que tenham objetivos claros de carreira e que se alinham à cultura organizacional praticada.

Outro ponto importante é que o autoconhecimento traz consigo segurança. Diante de uma negativa, o candidato seguro de si e do que deseja não vai desanimar e, sim, se concentrar em pontos que é preciso mudar para obter a aprovação.

“É preciso mostrar para a empresa o que você realmente quer e se preparou. Os Programas de Trainee devem ser encarados como uma jornada de crescimento. Prestar vários processos não quer dizer evolução. A evolução tem a ver com as atitudes, estratégias que foram tomadas, o que se procurou desenvolver no caminho. Quando você ver que está reprovando, é preciso mudar a estratégia. Se não sabe o que mudar, é preciso ter a humildade de buscar ajuda. É mais inteligente da nossa parte reconhecer que precisa de ajuda para atingir nosso objetivo e a aprovação é uma consequência”, pontua Luís.

Os profissionais que possuem o autoconhecimento como pilar para seu desenvolvimento profissional levam uma grande vantagem no mercado, já que são vistos como tendo maior disposição, foco e preparação para enfrentar desafios.

Além disso, as empresas enxergam esses profissionais como protagonistas de suas carreiras e desenvolvimento, já que são plenamente conscientes das qualidades que possuem e dos pontos que precisam trabalhar.

Por fim, o processo de conhecer a si mesmo não é fechado, ou seja, ele é constante e dura por toda a vida. Contudo, o que muda é o direcionamento com o qual ele é aplicado, que vai variar de acordo com o que se deseja em determinada fase da vida.

Teste para você avaliar como está seu autoconhecimento

Se você já tentou alguma vez um processo seletivo para vagas de Trainee, com toda certeza alguns pontos que vamos mostrar aqui, você já deve ter passado, como por exemplo em relação a controlar emoções no processo seletivo. 

Já se sentiu nervoso (a) quando precisa fazer um teste online ou gravar um vídeo pitch? E a ansiedade de uma dinâmica de grupo ou o medo da entrevista? Talvez você já tenha até se comparado na hora das atividades em grupo ou ficou bem agitado nas ações que deve realizar, e se alguma dessas coisas já aconteceu ou até mesmo todas com você, muito provavelmente você precisa de mais autoconhecimento, mas já avisamos, não terá um passe de mágica onde tudo se resolve do dia para noite, mas o autoconhecimento te levará para passos mais seguros e te trará mais autoconfiança em saber como se preparar e ir bem nos processos seletivos.

Outro benefício do autoconhecimento é a valorização da sua história de vida e profissional, afinal as empresas buscam pessoas além de um diploma, por isso dentro de todas as etapas de avaliação na busca por sua aprovação, os candidatos que mais se destacam e conquistam suas vagas, temos observado o quanto o autoconhecimento tem sido um diferencial.

E hoje, qual seu nível de autoconhecimento? De 0 a 10 topa responder algumas perguntas para se autoavaliar?

1 – Quanto você se sente seguro em contar suas experiências profissionais e pessoais?

2 – O quanto você sente que suas conquistas te levarão para o seu objetivo de carreira?

3 – O quanto você consegue controlar suas emoções nas etapas do processo seletivo?

4- O quanto você se sente preparado para assumir uma vaga de Trainee?

5 – E se eu tivesse que te entrevistar agora para uma vaga, você saberia me dizer o motivo de real ou desejo em ser Trainee?

Se suas respostas foram abaixo de 7, talvez esteja na hora de você buscar um processo de autoconhecimento que te ajudará nesse progresso.

Relacionados Posts

Próximo Post

Bem vindo de volta!

Entre em sua conta abaixo

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Adicionar nova lista de reprodução