Como fazer a diferença na apresentação pessoal e pitch

Ter consciência de sua história e de seu esforço permite a melhor seleção do que pode ser relevante para a empresa e a vaga oferecida.

O episódio 12 do Podcast Seja Trainee recebeu a especialista em carreira e consultora da Seja Margareth Correia para falar sobre apresentação pessoal e pitch, etapas decisivas nas seleções de Programas Trainee.

O momento que o candidato vai contar sua história é importante, pois diferente do pensamento mais óbvio, não há concorrência com outras pessoas, e sim consigo mesmo. Além disto, é o momento que 100% das atenções estão direcionadas para você.

A seguir, confira 10 pontos importantes acerca da apresentação pessoal e pitch:

  1. O pitch é o momento do candidato olhar para a sua história e levá-la para o processo seletivo com mais firmeza;
  2. Há uma mudança do mercado em relação ao pitch, que pode ser usado em uma entrevista, dinâmica de grupo e, às vezes, a empresa coloca para o final da seleção, pois acredita que é importante se conectar com a atividade e depois se mostrar;
  3. Quanto mais o candidato tiver consciência de sua história e dar valor a ela, melhor vai ser a apresentação do pitch;
  4. A apresentação pessoal é aquele momento de mostrar seu potencial de entrega, sua capacidade a partir de sua vivência;
  5. Para um bom pitch, o candidato precisa saber o que tem que falar e a imagem que deseja transparecer. Ter plena ciência da imagem que deseja passar deixa mais fácil de construir a mensagem a ser apresentada;
  6. Ter consciência de sua história e de seu esforço permite a melhor seleção do que pode ser relevante para a empresa e a vaga oferecida; 
  7. É importante saber conectar a história para o discurso ficar mais fluido e não monótono e mecanizado; O candidato pode criar mecanismos para se conectar com as pessoas e transparecer emoção, que pode ocorrer a partir da forma de contar sua história e entonação e ritmos usados;
  8. É imprescindível respeitar o tempo de duração da apresentação do pitch e levar fatores que se relacionem com a empresa, como resultados, motivações, aprendizados, etc.;
  9. Pitchs criativos mostram, de certa forma, o esforço do candidato. Mas, é preciso também pensar no conteúdo. A forma de pensar o pitch também depende do perfil da empresa. Entretanto, é essencial pensar sempre em histórias que consiga desenvolver e aliar criatividade com conteúdo para construir um pitch eficiente;
  10. Resumidamente, os três passos para um pitch são: conhecer a história; saber a imagem que deseja passar; pensar como a sua história vai se conectar com a empresa.

Gostou das nossas dicas sobre pitch e apresentação pessoal? Para ouvir o podcast completo com a coach de carreira Seja Trainee, Margareth Correia, veja o vídeo abaixo:



Relacionados Posts

Próximo Post

Bem vindo de volta!

Entre em sua conta abaixo

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Adicionar nova lista de reprodução