Nenhum produto no carrinho.

Plataforma Juntos contra o COVID-19

Plataforma de geolocalização ajuda a mapear onde estão as áreas de maior risco de infecção por COVID-19

0
COMPARTILHAMENTOS
147
VISUALIZAÇÕES

Com o objetivo de fornecer mais informações sobre a pandemia de COVID-19, tanto para a população quanto para as autoridades públicas, Faissal Nemer Hajar, estudante de medicina da Universidade Federal do Paraná (UFPR), criou a plataforma colaborativa “JUNTOS CONTRA O COVID-19” que mostra, no detalhe do bairro, como está o risco de infecção em cada cidade e estado do Brasil.

 

PostsRelacionados

A plataforma, de simples navegação, reúne perguntas claras, que são respondidas pela própria população, como seu estado de saúde, o contato recente com pessoas infectadas ou viagens para países com alta incidência da doença, nos últimos 14 dias. Com esses dados, tratados de forma anônima e seguindo as regras da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), o sistema utiliza um algoritmo validado pelo Ministério da Saúde e pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), para mostrar no mapa qual é o índice de risco em cada região (alto, médio ou baixo). O mapa é atualizado em uma periodicidade mínima de 5 minutos e pode ser encontrado no site JUNTOSCONTRAOCOVID.ORG.

 

A Plataforma: Juntos pelo COVID-19

A plataforma foi testada em Curitiba (PR) e já conta com mais de 27 mil respostas, mostrando-se extremamente eficiente, inclusive quando os dados são comparados à curva de casos confirmados na cidade. O sistema mostra o cenário em tempo real, ou seja, as informações podem ser utilizadas, por exemplo, para antecipar a situação em determinada região, ajudando assim na tomada de decisão para alocação de recursos pelas autoridades públicas.

 

Além deste benefício, os dados contidos na plataforma podem ajudar a população a ser mais cautelosa, caso resida ou necessite circular nas áreas de maior risco, e também empresas que se situam ou precisam fazer suas entregas nestas regiões.

 

O projeto

O projeto, que começou com a ideia do Faissal em meados de março/20, já tem um grupo de trabalho formado por professores e outros profissionais de diversas multinacionais, que motivado com a ideia de contribuir de alguma forma para o controle da pandemia, dedica parte do seu tempo, transferindo suas expertises em tecnologia, ciência de dados, comunicação, pesquisa e medicina, de forma totalmente voluntária.

 

O sistema, que foi desenvolvido pelo idealizador do projeto e cresceu com apoio das empresas de tecnologia Gebit e Cloudster, está hoje em sua terceira versão e conta com uma nova arquitetura e maior robustez, o que garante a disponibilidade mesmo com alto volume de acessos, como aconteceu recentemente, quando chegou ao pico de 2 milhões/dia. Essa evolução foi conduzida pelos novos profissionais que se juntaram ao time de voluntários do projeto e que continuam focados em garantir as melhorias e boa performance da ferramenta.

 

O mapa, nosso grande diferencial do sistema, foi disponibilizado pelo parceiro MapBox, uma das mais importantes empresas de plataforma digital de mapa e localização do mundo, que garante a alta performance e flexibilidade necessária para a evolução do projeto.

 

A outra frente de trabalho da equipe está, atualmente, em escalar o projeto, ampliando a divulgação em todo o Brasil. Para isso, além da imprensa, todas as redes sociais foram ativadas, influenciadores digitais estão sendo acionados e algumas grandes empresas estão tomando conhecimento dos detalhes do projeto para que possam disseminar a informação ao seu grupo de colaboradores e parceiros.

 

Além da equipe de voluntários, a rede de empresas apoiadoras também não para de crescer. As últimas aquisições foram B. Braun, empresa alemã fornecedora de produtos e serviços para o mercado médico-hospitalar, e Across, Consultoria de RH com 23 anos de mercado. Ambas estão compartilhando seus conhecimentos e disponibilizando seus colaboradores para auxiliarem na expansão do projeto.

 

O conceito da plataforma, com dados fornecidos pela própria população, também já é utilizado na Alemanha e nos Estados Unidos. Entretanto, em nenhum caso a informação pode ser filtrada até chegar a um bairro específico, por exemplo.

 

Telegram Seja Trainee

Próximo Post

Comentários 1

  1. Hilton Martins Ferreira says:

    Sobre o projeto todosjuntoscontra a covid! O quehouve?
    O projeto fez água? Fiz um primeiro acesso dias atrás! Depois, observei que a inserção dos dados foi pausada… Cheguei a postar alguns comentários sobre a sua continuidade; se houve um real levantamento de custo, se dependeria apenas de doações, coisas assim. Hoje vejo que o Site nem está mais no ar! O que houve? O Site foi descontinuado sem mais nem menos?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entre em sua conta abaixo

Preencha o formulário abaixo para se cadastrar.

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.