Aprovada no Trainee Saint Gobain conta como superou com a crise

Compartilhe!

Jéssica Brandão é aprovada no Trainee Saint Gobain! Ela nos contou como superou a crise de mercado e como estava mais preparada para os processos seletivos 

“Não está fácil achar vaga no mercado. Formei em 2015 e estava em dúvida: trainee, vaga efetiva, vou empreender, o que faço? Nesse período, eu estava fazendo um intercâmbio e também tinha dúvidas se deveria voltar ao Brasil. Eu decidi voltar”. – Jéssica Brandão, trainee aprovada

Corte de funcionários, empresas contratando menos, amigos desempregados, gente muito boa procurando vagas. Como lidar com a crise e conseguir o seu espaço no mercado?

Ninguém melhor que uma trainee aprovada para contar como você pode lidar com a insegurança da crise e conquistar a sua vaga. Confira a entrevista com a Jéssica Brandão, trainee aprovada que compartilhou sua estratégia até a contratação.

Qual é o segredo para chegar na aprovação?

“Primeiro, é importante lembrar que não é só a empresa que está procurando alguém, como você também está procurando uma vaga no mercado. O medo da crise faz a gente entrar em uma onda de busca de emprego sem ter muito critério, mas isso acaba se refletindo ao longo do processo seletivo. Além disso, quando você finalmente é contratado, pode se decepcionar com a vaga.

Para mim, o segredo é buscar o autoconhecimento e pesquisar bastante sobre as empresas”.

Em que momento você começou a se preparar para os processos?

“Eu trabalhava, mas não estava contente com o rumo que minha carreira estava tomando. Eu percebia que fazia um esforço além do normal no dia-a-dia. Então comecei a me questionar se era aquilo mesmo que eu queria para a minha carreira.

Nesse momento, várias dúvidas começaram a aparecer: o que eu quero? Será que em SP meu currículo tem peso? Foi aí que eu decidi procurar a preparação individual da Seja Trainee para orientar minha carreira.

A descoberta do que eu gosto e o que queria para minha carreira veio desse momento de questionamento sobre eu mesma e minha carreira. Procurei o coaching em um momento de crise pessoal, estava terminando meu tempo de tentar trainee e fui tomada por muitas dúvidas e insegurança”.

Que tipo de ajuda o coaching te proporcionou?

“As maiores descobertas sobre o meu perfil surgiram logo nas primeiras reuniões de coaching. Uma delas foi o perfil de inovação: eu sou uma pessoa que busca inovar de diversas formas, seja nas melhorias contínuas ou pensando fora da caixa.

É importante ter essa dimensão porque nenhum perfil é bom ou ruim, mas descobrir coisas sobre mim mesma me deu alguns critérios para escolher a vaga.

O 1º passo, então, foi cruzar o autoconhecimento com os valores de empresas para entender se existia match. A partir daí, procurei muitas notícias sobre as empresas na internet, relato de antigos funcionários, etc”.

Como virou o jogo e superou as crises: pessoal e de mercado?

“Basicamente, juntando autoconfiança e planejamento.

O autoconhecimento me deu autoconfiança, de forma natural e isso fez eu tomar decisões mais arriscadas. Quando descobri minhas fortalezas e minhas competências, entendi melhor o que queria para a minha carreira.

Comecei a pesquisar mais sobre as empresas e me planejei melhor para chegar onde eu queria.

Criei uma rotina, li muito, desenvolvi uma visão crítica, pensei sobre como contar minha história mostrando de forma clara meu perfil e talentos”.

Conselho para futuros trainees

“O boom dos processos está chegando e meu conselho é: busque autoconhecimento prévio, assim você já fica bem resolvido para encarar os processos seletivos. É importante estar pronto para transmitir sua mensagem com clareza!”.

Curtiu a trajetória e dicas da Jéssica? Então siga a @sejatrainee no facebook e acompanhe a história de tantos outros candidatos que se preparam conosco!!


Compartilhe!