Nenhum produto no carrinho.

Como criar a sua Proposta de Valor Profissional

Por Fred França

Na quarta-feira, 19 de Fevereiro, a Seja Trainee realizou uma live no seu Instagram com o tema “Abismo entre a faculdade e o Mercado”.

Com os processos seletivos cada vez mais disputados e as empresas focadas em apresentar seus valores, identidade e cultura organizacional, é importante que os candidatos criem a sua proposta de valor como profissional para garantir sua vaga.

PostsRelacionados

Esse é um conceito bastante valioso e recente para demonstrar que coloca o profissional como o principal responsável por criar o seu posicionamento e o seu diferencial no mercado.

Com base na LIVE e após ter recebido diversos nãos, o nosso seguidor Fred França elaborou esse artigo, inspirado na LIVE, dando dicas úteis para o seu desenvolvimento pessoal.

 

1. Conhecer seus Pontos Fortes e Pontos a desenvolver

A primeira dica pode parecer óbvia, mas essencial.

Os seus pontos fortes, nas palavras do Luís Abdalla, CEO da Seja Trainee, é aquilo que desperta um brilho nos seus olhos, algo que cativa as pessoas quando você começa a falar sobre um assunto numa roda de conversa.

Pode ser o seu tema do TCC, a disciplina que mais gosta ou teve facilidade, um conteúdo novo que esteja se aprofundando, tudo isso pode estar relacionado a seu ponto forte. Foque em descobrir eles e invista nisso como seu diferencial.

É importante também reconhecer seus pontos a desenvolver e estar disposto a melhorá-los. Saber os seus limites pode ser até mesmo ser uma vantagem.

Não tenha vergonha de pedir ajuda se for o caso. As empresas tendem a preferir aqueles que saem da zona de conforto do que alguém que ficará sempre fazendo a mesma coisa.

 

2. Atualizar-se sempre

Hoje isso é mais que uma necessidade. Esteja por dentro de cursos, blogs, revistas, artigos, vídeos e sites ligados aos temas ou área de interesse.

Aprenda sobre liderança e soft skills! O Eugênio Mussak é um grande mestre no assunto, mas há diversos outros, além de livros e palestras que podem enriquecer sua carreira.

O segredo aqui é não ficar parado, ainda mais num mundo que muda cada vez mais rápido a cada inovação tecnológica (e aí está outro assunto para se manter informado).

 

3. Aplicar ferramentas de autoconhecimento

A própria proposta de valor do business canvas, eneagrama, análise de SWOT pessoal, perfil DiSC, livro “Descubra seus pontos fortes” e muitas outras que podem ajudá-lo a criar sua proposta de valor.

Acho importante sempre que for a uma entrevista pensar no que pode fazer de diferente para a organização. Quais são os “N” ingredientes que vão compor o seu diferencial, algo que mesmo uma empresa mais tradicional irá levar em conta aquilo que pode investir em você.

 

4. Demonstrar aquilo que você aprendeu

Ter feito um intercâmbio, ter participado de empresa júnior, centro acadêmico, entre outros, são relevantes mais pela experiência do que exatamente a atividade realizada. É importante também ressaltar o que você fez de diferente ou mudou no seu estágio, bolsa ou projeto.

Essas são minhas dicas e um resumo daquilo que ocorreu na live do Instagram.

 

Espero que vocês adaptem às suas próprias preparações em processos seletivos. A jornada de construção de carreira não é fácil, mas junto com a Seja Trainee, buscando os conhecimentos certos e com sua própria autodescoberta, você obterá os resultados almejados.

Technee Banco Safra

Próximo Post

Discutindo sobre isso post

Bem vindo de volta!

Entre em sua conta abaixo

Criar nova conta

Preencha o formulário abaixo para se cadastrar.

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Adicionar nova lista de reprodução