O que significa fazer o que ama?

como fazer o que voce ama
Compartilhe!

O que significa fazer o que ama?

Essa famosa lição dada pelo Gato em “Alice no país das maravilhas” é um ótimo insight para quem se deparou com o mercado e quer começar da melhor forma, procura fazer o que ama!

“Para quem não sabe onde vai, qualquer caminho serve”

O jovem recém-formado se depara com muitas cobranças e altas expectativas – vindas de outros e também dele mesmo. Quer começar a trabalhar o quanto antes, em boas empresas, com bons salários, responsabilidades bacanas, ganhando autonomia e credibilidade logo de cara. 

Com expectativas tão altas, é muito fácil se frustrar. E aí, em um cenário de recessão, como posso me dar ao luxo de unir isso tudo às minhas paixões?

O primeiro passo é ter clareza do que eu amo e colocar os pés no chão.

O que é fazer o que ama?

É trabalhar com um hobby, é amar cada minuto do ambiente de trabalho, é se divertir o tempo todo?

Fazer o que ama é, acima de tudo, conciliar seus interesses e motivações. É estar em um ambiente de trabalho alinhado com seus valores. Mas nada disso significa que sua vida profissional será perfeita, até porque uma carreira nunca vem pronta e definida. Ela é construída.

Você vai enfrentar desafios, problemas de relacionamento, falhas de comunicação, vai ficar desmotivado, vai se frustrar com alguns resultados e muitas vezes, terá que fazer tarefas das quais não gosta tanto. Mas o importante é balancear: de forma geral, o quanto esse emprego está alimentando minhas principais motivações? Estou me desenvolvendo? Esse caminho faz sentido para os próximos passos que quero dar para minha carreira?

Fazer o que ama é algo construído, isso porque você vai fazendo escolhas de acordo com sua trajetória! A geração Y é inquieta, busca mudanças constantes. Isso pode ser muito vantajoso, mas também desvantajoso. O desejo pelo desenvolvimento rápido, pelo movimento contínuo pode impedi-lo de parar e pensar ou deixar de buscar o que ama!  A questão é, se encontrar profissionalmente e trabalhar com algo que gosta leva um tempo e exige muito autoconhecimento. Exige prática, tentativas e reflexões. Não à toa muitos gerentes, coordenadores e diretores ainda estão construindo suas carreiras. Incrível, não?

Quanta coisa! Fazer o que ama não é mesmo uma tarefa fácil – e muito menos passiva.

Pelo contrário, a todo momento você terá de criar estratégias para unir seus interesses e se destacar nos processos!

Tudo isso tem um começo, e não vale começar por qualquer lugar – lembre-se:  “Para quem não sabe onde vai, qualquer caminho serve”. Qualquer oportunidade vai te desenvolver, mas nem toda oportunidade poderá te desenvolver da maneira como você gostaria!


Compartilhe!

Leave a Comment