Insegurança nos processos seletivos

Como lidar com a insegurança nos processos seletivos
Curta e compartilhe nosso conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •   

A insegurança nos processos seletivos é inevitável em alguns momentos, mas como você pode lidar com ela?

Se você tem insegurança ao encarar os processos seletivos, na hora de contar suas experiências ou ainda na hora de lidar com outros perfis na dinâmica de grupo, então, esse texto é para você!

Selecionamos 3 situações em que a insegurança pode bater na sua porta:

1. “Meu currículo é bom, mas não tanto como os outros…”

Muitas vezes, essa comparação é automática, mas nossa sugestão é que, você evite se comparar com os outros, afinal, o que faz um candidato melhor que o outro não é a quantidade de experiências no currículo, mas sim a forma como ele se apropria de sua história e de suas realizações.

De nada vale um candidato com experiências em grandes empresas ou um intercâmbio no currículo, mas que não sabe extrair os aprendizados que adquiriu.

Os coaches de carreira da Seja Trainee contam que o comportamento sempre se sobrepõe à técnica. Lembre-se: a empresa compra o seu potencial e não somente a sua bagagem! Preencha a ficha de consultoria experimental e conheça o trabalho de Coaching da Seja Trainee!

2. “Quero inovar na apresentação, mas nem sempre tenho segurança”

A insegurança aparece nos momentos onde o candidato tem que se expor. Muitos deixam de compartilhar suas ideias – seja em uma apresentação pessoal ou até mesmo no grupo – pelo medo de não ser aceito pelos outros.

O resultado disso? Apresentações que não saem do comum e participações na dinâmica que passam despercebidas pelo avaliador.

Cada fase do processo seletivo é uma chance de você mostrar o seu potencial e os pontos de alinhamento entre candidato e empresa e para que isso aconteça, a exposição é inevitável.

3. Quando e onde surge a sua insegurança?

Para evitar que a insegurança te prejudique ao longo do processo seletivo, mapeie em quais momentos ela aparece:

  • Fico inseguro já no momento em que recebo o e-mail de convocação?
  • A insegurança aparece quando chego no local do processo seletivo e me deparo com os outros concorrentes?
  • A insegurança aparece quando os outros candidatos começam a se apresentar e contar suas experiências?

Esse exercício simples pode te ajudar a descobrir em que momentos surge a insegurança e como você pode trabalhar para que isso não te prejudique no processo seletivo.

Como lidar com a sua insegurança nos processos seletivos?

Nem sempre é fácil melhorar a insegurança por nós mesmos. Todo mundo tem talentos. Todo mundo tem motivações.

Se você descobre quem é, a insegurança diminui à medida em que você cria seu caminho e percebe que tem ferramentas para chegar onde quer”, conta Jéssica Lopes, da Seja Trainee.

Conheça a nossa página de preparação individual e descubra como nossa equipe de coaches tem ajudado muita gente a aumentar sua segurança nos processos seletivos.


Curta e compartilhe nosso conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •