Fala aí RH! Entrevista Trainee Votorantim Cimentos

Curta e compartilhe nosso conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •   

As perguntas de candidatos não param de chegar. Dessa vez, conversamos com a Isabella Petinari, RH da Votorantim Cimentos!

A primeira pergunta que selecionamos foi: Não basta ter formação acadêmica, é preciso ter experiência. Verdade ou mito?

Isabella contou que para a Votorantim, o comportamental é o diferencial. E ainda quebrou o tabu sobre experiências: “Experiência não precisa ser em grandes empresas, pode ser uma iniciação científica, empresa júnior ou atividade extracurricular”.

Não basta ter formação acadêmica, é preciso ter experiência. Verdade ou mito?

Também aproveitamos para perguntar se a crise econômica vai impactar o programa da Votorantim. Isabella esclareceu que a empresa aposta em jovens talentos e manterá o programa de trainee deste ano – que aliás, já está com inscrições abertas e você confere aqui – Ao todo, o programa tem 12 vagas.

A crise econômica vai impactar o programa da Votorantim?

O trainee Votorantim é corporativo e será desenvolvido para se tornar um futuro gestor da organização. Mas a Votorantim acredita que para isso, é indispensável conhecer também a operação. Por conta disso, o próprio trainee escolhe as áreas por onde quer fazer o job rotation, de acordo com suas escolhas de carreira.

Job Rotation

Uma vez dentro da empresa, o desenvolvimento do trainee é marcado 3 principais vertentes: On the job, mentoring e programa potenciar. Quer entender melhor? Confira a explicação da Isabella:

On the job, mentoring e programa potenciar

Quer mais informações dos principais programas trainee do mercado? Acesse nosso canal do Youtube

 


Curta e compartilhe nosso conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •   

Leave a Comment